A regra do Jogo: relação entre estado e terceiro setor

Amanda Florense Alves Amorim, Josiete da Silva Mendes, Layse Maria Leite Pereira, Carlos Eduardo Cavalcante

Resumo


Este estudo analisa as relações interorganizacionais entre o Estado (Governo do Estado da Paraíba) e organizações não governamentais dos direitos das mulheres. Trata-se de um estudo de campo, qualitativo, descritivo usando um roteiro semi-estruturado e análise de conteúdo categórico. As categorias de análise são: rede de valor de ONG e o modelo de PARTS (jogadores, valores adicionais, regras, táticas e escopo). Também foi avaliada a influência da criação da Secretaria de Estado das Mulheres e da Diversidade Humana. Pode-se deduzir que as alianças intersetoriais (parcerias) proporcionam o fortalecimento da relação entre ONGs e Estado. Também pode haver uma relação de coopetição – termo herdado da base teórica utilizada – entre as organizações, e este cenário tende a manter a convergência de interesses.


Palavras-chave


Coopetição; Poder; Terceiro Setor; Estado; ONG.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v9i1.771

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Carlos Eduardo Cavalcante, Amanda Florense Alves Amorim, Josiete da Silva Mendes, Layse Maria Leite Pereira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Licença Creative Commons
Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia