Produção monográfica: significados e dificuldades na visão dos estudantes

Daniela Giareta Durante, Janaina Lima de Souza Ribeiro, Thays Lyanny da Cunha Garcia da Rocha

Resumo


A produção monográfica é um meio de inserir o aluno da graduação na pesquisa científica, tornando-o responsável por gerar conhecimento e ser sujeito ativo no seu processo de formação (Severino, 2007; Demo, 2011). A problemática desta pesquisa consiste no seguinte questionamento: que significados são atribuídos pelos estudantes à elaboração da monografia?  Esta investigação justifica-se pela inexistência de pesquisas que tratem das percepções dos alunos de Secretariado Executivo sobre o tema, sendo relevante conhecer tais percepções, uma vez que a monografia não é um componente obrigatório para a conclusão da graduação na área, e estudos que evidenciem tais percepções podem contribuir para maior interesse dos estudantes de graduação na pesquisa científica. O objetivo geral consiste em compreender o significado da produção monográfica para os egressos do curso de bacharelado em Secretariado Executivo da Universidade Federal do Ceará [UFC]. No que se refere aos aspectos metodológicos, trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva. A técnica de coleta de dados empregada foi questionário, e a análise foi realizada por meio da análise de conteúdo. A abordagem teórica contempla estudos da Educação que discutem a formação acadêmica e os estudos sobre pesquisa em Secretariado. Os sujeitos apontaram dificuldades de ordem pessoal e institucional, mas estas parecem não comprometer a produção monográfica. Concluiu-se que o trabalho monográfico impacta positivamente na satisfação dos estudantes, contribuindo tanto para o seu desenvolvimento intelectual quanto pessoal. Ademais, esses trabalhos fomentam e enriquecessem as pesquisas na área secretarial.


Palavras-chave


Pesquisa. Formação acadêmica. Monografia.

Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira de Pesquisa em Secretariado. (2016). A pesquisa em Secretariado. Recuperado em 02 novembro, 2016, de .

Associação Brasileira de Pesquisa em Secretariado. (2016). Histórico de notícias. Recuperado em 02 novembro, 2016, de .

Bardin, L. (2006). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Bianchi, A. C. de M, Alvarenga, M., & Bianchi, R. (2003). Orientação para estágio em secretariado: trabalhos, projetos e monografias. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

Brasil. (2005). Resolução nº 3, de 23 de junho de 2005. Recuperado em 07 setembro, 2016, de .

Cantarotti, A. (2016). Formação, mercado de trabalho e pesquisa científica em secretariado: por onde começamos? In: Durante, D. G., Martins, C. B., & Cantarotti, A. (Org.). Pesquisa em secretariado: Reflexões acerca da Construção do Conhecimento. Fortaleza: Edições UFC.

Cielo, I. D., Schmidt, C. M., & Wenningkamp, K. R. (2014). Secretariado Executivo no Brasil: quo vadis? R. G. Secr., GESEC., 5(3), 49-70. Recuperado em 08 outubro, 2016, de

Demo, P. (2011). Educar pela pesquisa. (8a ed.). Campinas: Editora Autores Associados.

Durante, D. G. (2012). A evolução da profissão por meio da pesquisa. In: Durante, D. G., & Favero, A. (Org.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. Passo Fundo: UPF Editora.

Durante, D. G., & Pereira, W. C. R. (2016). Pesquisa em secretariado: influência da disciplina de metodologia do trabalho científico. Revista Capital Científico Eletrônica, 14(1). Recuperado em 15 outubro, 2016, de .

Durante, D. G., & Santos, M. E. M. (2012). Contribuições da iniciação científica na formação do secretário executivo: vivências no Geseb. In: Durante, D. G., & Favero, A. (Orgs.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. 1ed. Passo Fundo: UPF Editora.

Freitas, T. C. S. (2012). A percepção dos discentes sobre as dificuldades na produção do trabalho acadêmico. In: Seminário de pesquisa em educação da região sul, 9, Caxias do Sul – RS. Anais. Recuperado em 09 setembro, 2016, de .

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Instituto Nacional de Estudos e pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep. (2012). Relatório Síntese 2012. Recuperado em 15 novembro, 2016, de .

Lima, M. C. (2008). Monografia: a engenharia da produção acadêmica. (2a ed.). São Paulo: Saraiva.

Maçaneiro, M. (2012). A construção da identidade científica em Secretariado Executivo. In: Durante, D. G., & Favero, A. (Orgs.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. Passo Fundo: UPF Editora.

Marques, M. O. (2006). Escrever é preciso: o princípio da pesquisa. (5. ed.). Ijuí: Ed. Unijuí.

Martins, C. B., Maccari, E. A., Silva, A. de O., & Todorov, M. do C. A. (2014). Retrato dos periódicos científicos de Secretariado no Brasil. Eccos, São Paulo, 2(34), 63-83, maio. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n34.4631

Merg, C. R. (2012). A elaboração do trabalho de conclusão de curso no curso de Administração da Unijuí: significados, facilidades e dificuldades. 69 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) - Universidade Regional do Noroeste do estado do RS, Panambi, 2012. Recuperado em 28 agosto, 2016, de: .

Oliveira, M. M. (1999). Como fazer projetos, relatórios, monografias, dissertações e teses. (5.ed.). [rev.]. Rio de Janeiro: Elsevier.

Oliveira, N. V., & Durante, D. G. (2016). Os cursos de secretariado executivo incentivam a pesquisa? In: Durante, D. G., Martins, C. B., & Cantarotti, A. (Orgs.). Pesquisa em secretariado: Reflexões acerca da Construção do Conhecimento. Fortaleza: Edições UFC.

Piccoli, A. L., Gonçalves, J. F. T., Soares, S. V., & Martins, C. B. (2016). Secretariado Executivo e a pesquisa acadêmica: uma análise sobre a necessidade da criação de curso stricto sensu. In: Durante, D. G., Martins, C. B., & Cantarotti, A. (Orgs.). Pesquisa em secretariado: Reflexões acerca da Construção do Conhecimento. Fortaleza: Edições UFC

Prodanovi, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. (2a ed.). Novo Hamburgo: Feevale.

Sanches, F. C., Schmidt, C. M., Cielo, I. D., & Wenningkamp, K. R. (2016). Grupos de pesquisa em secretariado: uma análise sobre a cooperação científica internacional. In: Durante, D. G.; Martins, C. B., & Cantarotti, A. (Orgs.). Pesquisa em secretariado: Reflexões acerca da Construção do Conhecimento. Fortaleza: Edições UFC.

Severino, A. J. (2007). Metodologia do trabalho científico. (23a ed.). São Paulo: Cortez.

Souza, P. N. (1997). LDB e ensino superior: (estrutura e funcionamento). São Paulo: Pioneira.

Universidade Federal do Ceará - UFC. (2006). Projeto Político-Pedagógico do curso de Secretariado Executivo. Fortaleza, CE. Recuperado em 10 setembro, 2016, de .




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v10i1.743

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Daniela Giareta Durante, Janaina Lima de Souza Ribeiro, Thays Lyanny da Cunha Garcia da Rocha

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Licença Creative Commons
Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia