A Importância Das Ferramentas de Marketing de Relacionamento Para o Profissional de Secretariado Executivo

Autores

  • Tatyane Neves Marum
  • Iná Futino Barreto Fecap e FEA - USP
  • Rodolfo Rodrigues Rocha FEA-USP

DOI:

https://doi.org/10.7769/gesec.v8i3.644

Palavras-chave:

Secretariado Executivo, Marketing de Relacionamento

Resumo

O perfil profissional ideal de um secretário executivo, atualmente, contempla conhecimentos e habilidades variados. Entre esses conhecimentos, as ferramentas de Marketing de Relacionamento são destacadas neste estudo. Por estar em contato constante com os clientes da empresa, o secretário executivo troca informações importantes com eles. Esse papel de interface de comunicação pode ser muito valioso para a empresa caso o profissional de Secretariado Executivo esteja apto a exercê-lo corretamente. Com essa preocupação em mente, o objetivo desta pesquisa é discutir a importância dos conhecimentos das ferramentas de Marketing de Relacionamento para os profissionais de Secretariado Executivo na perspectiva dos gestores na cidade de São Paulo. Para isso, foram realizadas entrevistas em profundidade, utilizando um roteiro de entrevistas elaborado com base no referencial teórico levantado para o presente estudo. As entrevistas, gravadas e transcritas, foram analisadas com abordagem qualitativa. Como resultado, foi possível observar que a relação da empresa com os clientes é beneficiada quando o secretário executivo possui conhecimentos sobre Marketing de Relacionamento. Na opinião dos executivos entrevistados, empresas preocupadas com a fidelização dos clientes que podem contar com secretários executivos que atuem como filtro de informações, conhecendo nas ferramentas de Marketing de Relacionamento, podem obter vantagem em relação a seus concorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Azevedo, I., & Costa, S. I. (2000). Secretária: Um guia prático. São Paulo: SENAC.

Barreto, I. F., & Crescitelli, E. (2013). Marketing de relacionamento: Como implantar e avaliar resultados. São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Berry, L. L. (1995). Relationship marketing of services: Growing interest, emerging perspectives. Journal of the Academy of Marketing Science, 23(4), 236-245.

Bíscoli, F. R. V., & Lotte, R. I. (2006). Reflexões teóricas sobre a importância da comunicação na profissão de secretariado executivo. Revista expectativa, 5(5), 157-172.

Camargo, F. (2013). O homem e o secretariado. In B. D’Elia, M. Amorim & M. Sita (Coords.), Excelência no Secretariado: A importância da profissão nos processos decisórios (p. 62-68). São Paulo: Ser Mais.

Collis, J.; Hussey, R. (2005). Pesquisa em administração: Um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação (2a ed.). Porto Alegre: Bookman.

Decker, D. O (2010). A secretária como agente de qualidade. Revista de Gestão e Secretariado, 1(2), 5-31.

Denzin, N. K., & Lincoln, Y. S. (2011). The Discipline and practice of qualitative research. In N. K. Denzin & Y. S. Lincoln (Eds.), The SAGE handbook of qualitative research. (pp. 1-19). Thousand Oaks: SAGE Publications.

Gonçalves, S. T. (2007). A Atuação do Profissional Graduado em Secretariado Executivo na Área de Marketing em Grandes Empresas na Cidade de Belo Horizonte – MG. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil.

Granero, A. E. (2008). Marketing de relacionamento. Franca: Uni-FACEF.

Guimarães, M. E. (2001). O Livro azul da secretária moderna (24a ed.). São Paulo: Érica.

Hair, J. F., Jr., Babin, B., Money, A. H., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman.

Khan, M. T. (2014). Relationship Marketing: Some aspects (Review). International Journal of Information, Business and Management, 6(2), 108-122.

Malhotra, N. K. (2005). Introdução à pesquisa de marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Marshall, N. W. (2010). Commitment, loyalty and customer lifetime value: Investigating the relationships among key determinants. Journal of Business & Economics Research, 8(8), 67-84.

Mazulo, R., & Liendo, S. (2010). Secretária: Rotina gerencial, habilidades comportamentais e planos de carreira. São Paulo: SENAC.

Mendes, R. (2015). O que é marketing de relacionamento? Disponível em: http://www.pensandomarketing.com/home/id85.html

Neiva, E. G., & D´Elia, M. E. S. (2009). As novas competências do profissional de secretariado. (2a ed.). São Paulo: IOB.

Pavoni, G. F., Rocha, Q. C., Vendrame, F. C., Sarraceni, J. M., & Vendrame, M. C. R. (2009). Marketing de relacionamento. Anais do II Encontro Científico e II Simpósio de Educação Unisalesiano, Lins, SP, Brasil.

Pahins, S. L. L., & Carvalho, F. E. L. (2015). Comunicação e gestão de relacionamentos: O caso Fiat Mio. Anais do VIII Congresso Virtual Brasileiro de Administração, Brasil.

Payne, A., & Frow, P. (2005). A strategic framework for customer relationship management. Journal of Marketing, 69, 167-176.

Peppers, D., & Rogers, M. (2001). Marketing 1 to 1. (2 ed.). São Paulo: Makron Books.

Rauber, M. J., & Rauber, A. S. (2013). Perguntar não ofende: Uma abordagem de coaching para o profissional de secretariado. Toledo: Mundo Hispânico.

Sheth, J. N. (2002). The future of Relationship Marketing. The Journal of Services Marketing, 16(7), 590-592.

Silva, R. S. M., & Gubert, K. B. (2004). O marketing de relacionamento e sua influência para o profissional de secretariado executivo. Anais do XIV Congresso Nacional de Secretariado e IV Simpósio Internacional de Secretariado, Aracaju, SE, Brasil.

Zenone, L. C. (2010). Marketing de relacionamento: tecnologia, processos e pessoas. São Paulo: Atlas.

Downloads

Publicado

2017-12-01

Como Citar

Marum, T. N., Barreto, I. F., & Rocha, R. R. (2017). A Importância Das Ferramentas de Marketing de Relacionamento Para o Profissional de Secretariado Executivo. Revista De Gestão E Secretariado, 8(3), 184–200. https://doi.org/10.7769/gesec.v8i3.644

Edição

Seção

Artigos