Imagem(Ns) do Sujeito-Aluno de Secretariado Executivo Trilíngue acerca de Si E do Profissional da Área

Autores

  • Raquel Tiemi Masuda Mareco Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente (FATEC).
  • Verônica Braga Birello Universidade Estadual de Maringá (UEM).

DOI:

https://doi.org/10.7769/gesec.v7i1.450

Palavras-chave:

Secretariado Executivo Trilíngue, Imagem, Análise do Discurso

Resumo

Este artigo tem como objetivo principal investigar quais imagens são sustentadas pela memória discursiva do sujeito-aluno de Secretariado Executivo Trilíngue e acerca de si e do profissional da área. Buscamos, dessa forma, observar as projeções imaginárias do estudante no processo de significação discursiva acerca de si e do profissional atuante em pesquisa aplicada com os acadêmicos do segundo ano do curso em uma universidade estadual do estado do Paraná. Para tanto, procuramos levantar e apresentar os pré-construídos que circulam em nossa sociedade sobre o profissional de secretariado, por meio de uma contextualização histórica. Dessa forma, foi possível apontar como a memória discursiva funciona na sustentação da(s) imagem(ns) do sujeito-aluno ao enunciar sobre si e sobre o profissional. Para tanto partiremos das teorias da Análise do Discurso francesa com Pêcheux (1995; 1999; 2008) bem como seus desdobramentos do Brasil com Orlandi (2005). Ainda tomamos por base autores como Achard (1999) e Davallon (1999) para discutir alguns aspectos que dizem respeito à memória discursiva. Para tratar questões relativas às condições de produção especificas do secretariado temos por base trabalhos de Portela (2013), Birello e Mareco (2012 e 2013), além de outros autores consideráveis para nossa pesquisa. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Tiemi Masuda Mareco, Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente (FATEC).

Doutoranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Letras pela mesma instituição (UEM/CNPq). Licenciada em Letras (português/inglês) pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ensino de Língua Inglesa pela mesma instituição. Pesquisa na área de linguística em duas linhas: Estudos do Texto e do Discurso e Ensino/Aprendizagem e Formação do Professor de Língua Estrangeira. Na primeira linha, trabalha, especificamente, com análise de discursos midiáticos; na segunda, com identidade discursiva do professor de língua inglesa. Atua como Professora Assistente na Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC); Orientadora de Polo EaD na mesma faculdade, e como Orientadora Educacional Online na Universidade Estadual Paulista - Unesp/Redefor.

Verônica Braga Birello, Universidade Estadual de Maringá (UEM).

outoranda em Letras/ Linguística - Linha de pesquisa Texto e Discurso da Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Letras pelo mesmo programa. Bacharel em Secretariado Executivo Trilingue pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) , graduanda em Letras -Português-Inglês pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Seus principais interesses estão voltados para o estudo das línguas estrangeiras e tradução. Atualmente desenvolve pesquisas em duas áreas: Estudos Linguísticos e Estudos do Secretariado Executivo. Trabalha especificamente na primeira área desenvolvendo pesquisas em Análise do Discurso de linha francesa e seus desdobramentos no Brasil e tradução intersemiótica, enquanto na segunda área de atuação trabalha com a identidade do profissional do secretariado. Professora Assistente colaboradora do Departamento de Letras Modernas- curso de Secretariado Executivo Trilingue na Universidade Estadual de Maringá.

Referências

Birello,V. B.; Mareco, R. T. M. (2013) Super secretária executiva: Uma análise discursiva sobre as identidades produzidas em um site. Revista UNIFAMMA- Faculdade Metropolitana de Maringá – v.13, n. 2, Maringá: Editora UNIFAMMA.

Courtine, J. –J. (1981). Le discours communiste adressé aux chétiens. Langages, v. 62.

Davallon, J. (1999). A imagem, uma arte da memória? In: ACHARD, P.(et al.) Papel da Memória. Trad. José Horta Nunes. Campinas: Pontes.

Lima, T. F., Cantarotti, A. (2010). A formação e a construção de competências para a atuação do profissional de secretariado executivo – um estudo de caso em uma empresa júnior. Revista de Gestão e Secretariado – v.1, n.2, 2010. Disponível em < http://www.revistagesec.org.br/ojs2.4.5/index.php/secretariado/article/view/17#.VGCxJfnF9S0> Acesso em: 30, out. 2014.

Marconi, M. A.; Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos da metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Orlandi, E. P. (2005). Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes.

Pêcheux, M. (1995). Semântica e Discurso: Uma Crítica à Afirmação do Óbvio , 2ed. Campinas: Editora da UNICAMP.

____________. (1999). Papel da memória. In: ACHARD, P.. Et al. (Org.). Papel da Memória. Tradução e introdução de José Horta Nunes. Campinas: Pontes, 1999. pp. 49-57.

Portela, K. C.A.; Shumacher, A. J.; Borth, M. R. (2013). Ferramentas do Secretariado Executivo. 2 ed. Cuiabá: Dos Autores.

Possenti, Sírio. (2009). Teoria do Discurso: um caso de múltiplas rupturas. In: MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina (orgs.). Introdução à Linguística: fundamentos epistemológicos. 4 ed. Vol. 3. São Paulo: Cortez, 2009. Cap. 10, p. 353-391.

Ramos, M. A. N. (2004). O novo perfil da Secretária Executiva. Revista PIBIC- v.1, n.1, Disponível em: <http://www.unifieo.br/files/download/site/PIBIC/IniciacaoCientifica/0232tsemr.pdf>. Acesso em: 16, out. de 2014.

Torquato, G. (1991). Cultura - Poder - Comunicação e Imagem: Fundamentos da Nova Empresa. São Paulo: Pioneira, 1991.

Downloads

Publicado

2016-05-20

Como Citar

Mareco, R. T. M., & Birello, V. B. (2016). Imagem(Ns) do Sujeito-Aluno de Secretariado Executivo Trilíngue acerca de Si E do Profissional da Área. Revista De Gestão E Secretariado, 7(1), 132–149. https://doi.org/10.7769/gesec.v7i1.450

Edição

Seção

COINS 2019