SECRETÁRIA EXECUTIVA: ESTRESSE E EMOÇÃO NO TRABALHO

Cibele Cristina Ortega, Luis Fernando Araujo

Resumo


O presente trabalho mostrou uma visão clara e abrangente de como o profissional de secretariado executivo convive com o excesso de estresse no trabalho sem adoecer física e psicologicamente. Descreveram-se as definições dos termos estresse, emoção e psicossomática. Além disso, foram destacadas algumas das doenças psicossomáticas mais comuns no âmbito organizacional, tais como, depressão, síndrome do pânico e síndrome de Burnot. Para maior realidade e veracidade, realizou-se pesquisa de campo com a finalidade de verificar qual o índice de estresse dos profissionais de secretariado executivo e de que maneira estes lidam com as pressões e exigências do mundo moderno para evitar o adoecimento. Com o resultado da pesquisa, procurou-se identificar os pontos que podem auxiliar o profissional a ter uma vida física e mental saudável e de que modo a organização e os superiores imediatos podem contribuir para o bem-estar do colaborador.


Palavras-chave


Secretária Executiva; Estresse; Emoção; Psicossomática

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7769/gesec.v2i1.36

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Cibele Cristina Ortega, Luis Fernando Araujo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista de Gestão e Secretariado - GeSeC e-ISSN:2178-9010

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia