O profissional de secretariado e a responsabilidade socioambiental: a importância da assessoria executiva

Caroline Monteiro, Quelli Cristina Cecatto, Daniela Do Amaral Oliveira Gardin

Resumo


Nas últimas décadas a responsabilidade socioambiental vem conquistando um espaço, cada vez mais evidente, na sociedade e; por isso, faz-se necessária a atuação de um profissional que esteja interligado com toda a organização. Este artigo teve como objetivo geral verificar como o profissional de Secretariado Executivo, com seu conhecimento interdisciplinar, pode contribuir nas atividades relacionadas à responsabilidade socioambiental empresarial. Quanto à metodologia, este estudo utilizou a pesquisa descritiva e a abordagem qualitativa com suporte quantitativo devido à aplicação de questionários. O público-alvo desta pesquisa é composto pelos egressos do curso de Secretariado Executivo da Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro. Os resultados apontam que existe um comprometimento dos profissionais de secretariado na realização das atividades socioambientais organizacionais. Diante disso, pode-se afirmar que o secretário executivo possui um papel fundamental, neste cenário, por estar sempre envolvido ou próximo às decisões da empresa enfatizando, assim, a importância da assessoria executiva.


Palavras-chave


Responsabilidade socioambiental. Secretariado Executivo. Assessoria.

Texto completo:

PDF

Referências


Alencastro, M. S. C. (2010). Ética empresarial na prática: liderança, gestão e responsabilidade corporativa. Curitiba: Ibpex.

Barbieri, J. C., Vasconcelos, I. F. G. de; Andreassi, T. & Vasconcelos, F. C. de (2010). Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições. Revista de Administração de Empresas - RAE. São Paulo, 50 (2), 146-154.

Bernardino, W. M. & Nunes, W. S. (2014). Responsabilidade social: o secretário executivo como agente facilitador de estratégias no ambiente corporativo. Revista Expectativa, 13(13).

Bortolotto, M. F. P. & Willers, E. M. (2004). Profissional de secretariado executivo: explanação das principais características que compõem o perfil. Revista Expectativa, 4(4).

Brasil. Lei n.º 7.377, de 30 de setembro de 1985. Dispõe sobre o exercício da profissão de Secretário e dá outras providências. (nd.) Brasília, DF: Senado. Recuperado em 9 de outubro, 2014, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7377.htm.

Caldas, J. B. & Santos, M. F. S. (2012). As ferramentas da prática da gestão secretarial utilizadas pelos profissionais de secretariado executivo egressos na Universidade do Estado do Pará. Revista do Secretariado Executivo: Passo Fundo, (8), 62-74.

Campos, R. de C.; Warpechoski, E. A. M. & Bassani, R. (2004). Perfil profissional: a visão do mercado de trabalho para o secretariado executivo. Anais da 4ª semana de estudos em Secretariado Executivo: formação do perfil profissional, Guarapuava, PR, Brasil.

Cardoso, O. de O. (2006). Comunicação empresarial versus comunicação organizacional: novos desafios teóricos. Revista de Administração Pública, 40(6).

Carvalho, J. R. M. (2011). Práticas de responsabilidade social: um estudo nas indústrias do município de Sousa, PB. Revista Ambiente Contábil. Rio Grande do Norte. 3(2), 1-16.

Cervo, A. L., Bervian, P. A. & Silva, R. da. (2007). Metodologia científica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

Cielo, I. D. Diretrizes curriculares orientadoras do perfil profissional formado pelos cursos de secretariado executivo (2004). Anais da 4ª semana de estudos em Secretariado Executivo: formação do perfil profissional, Guarapuava, PR, Brasil.

Dias, R. (2012). Responsabilidade social: fundamentos e gestão. São Paulo: Atlas.

Diehl, A. A. & Tatim, D. C. (2004). Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Godoy, A. S. O estudo de caso qualitativo (2010). In: Godoi, C. K., Banderia-de-Mello, R. & Silva, A. B. (org.). (2010). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: Saraiva.

Instituto Ethos. (n.d). Recuperado em 25, julho, 2014, de http://www.uniethos.org.br/DesktopDefault.aspx?TabID=3344&Alias=ethos&Lang=pt-BR

Lima, M. C. (2008) Monografia: a engenharia da produção acadêmica. São Paulo: Saraiva.

Lima, M. C. & Olivio, S. (2007). Estágio supervisionado e trabalho de conclusão de curso: na construção da competência gerencial do administrador. São Paulo: Thomson Learning.

Mascarenhas, S. A. (2012). Metodologia científica. São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Mascarenhas, M. H. de S., Sepulveda, F. A. M. & D´Assumpção, E. S. (2011). Sistema de gestão integrado: a atuação do secretário executivo. Revista de gestão e secretariado, São Paulo, 2(1), 177-192.

Montezano, N. S. (2009). A importância da gestão da informação para as empresas e para a atuação do secretário executivo - uma revisão bibliográfica. Minas Gerais, 2009. Recuperado em 25, julho, 2014, de http://www.secretariadoexecutivo.ufv.br/docs/Nuriane.pdf

Neiva, E. G. & D’Elia, M. E. S. (2009). As novas competências do profissional de secretariado. São Paulo: IOB.

Nonato Júnior, R. (2009). Epistemologia e teoria do conhecimento em secretariado executivo: a fundação das ciências da assessoria. Fortaleza: Expressão gráfica.

Reis, C. N. dos & Medeiros, L. E. (2007). Responsabilidade social das empresas e balanço social. São Paulo: Atlas.

Ribeiro, N. de L. A. (2005). Secretariado: do escriba ao gestor. São Luiz: Socingra.

Sabino, R. F. & Rocha, F. G. (2004). Secretariado: do escriba ao webwriter. Rio de Janeiro: Brasport.

Sertek, P. (2006). Responsabilidade social e competência interpessoal. Curitiba: Ibpex.

Voss, A. & Angnes, J. S. A interação do profissional de Secretariado Executivo com a responsabilidade social (2009). Anais da II SIEPE - Semana de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão. Guarapuava: Editora Universitária Unicentro.

Veloso, L. H. M. (2005). Ética e responsabilidade social nos negócios (2a ed.) São Paulo: Saraiva.

Vergara, S. C. (2010). Métodos de pesquisa em administração (4ª ed.). São Paulo: Atlas.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v6i2.359

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Caroline Monteiro, Quelli Cristina Cecatto, Daniela Do Amaral Oliveira Gardin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia