Desmistificação da Linguagem Clara e Objetiva na Profissão de Secretariado Executivo

Fernanda Cristina Back

Resumo


O presente estudo deteve-se à análise das publicações científicas da área – livros - e procurou investigar a problemática referente à linguagem. A análise das publicações científicas detectou “brechas” na linguagem usada nessa área. Salienta-se, aqui, o grande número de manuais, o que leva a uma prática técnica desse profissional, atuante somente como executor de tarefas. Daí a importância da mudança da linguagem dos manuais, já que ela constitui sujeitos (profissionais da área de Secretariado Executivo), e tem, no caso em questão, “construído” sujeitos dominados pelo verbo imperativo e não gestores de informações. Assim, é na perspectiva de gestor da informação que se vislumbra uma mudança na identidade desse profissional, através do uso da linguagem, visto que a linguagem constitui o sujeito e, desta forma, a identidade do profissional de Secretariado Executivo.

DOI:10.7769/gesec.v4i1.125


Palavras-chave


Análise do Discurso; Linguagem; Subjetividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v4i1.125

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Fernanda Cristina Back

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Licença Creative Commons
Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia