Modelo de gestão estratégica de TI por meio de linguagem orientada a objetivos: uma proposta para institutos federais de educação

Dayene Mendes Silva Gonçalves, Andre Luiz de Castro Leal, Maria Cristina Drumond e Castro

Resumo


Este estudo empreende uma investigação da Gestão Estratégica de TI a partir da verificação da realidade da área de Tecnologia da Informação (TI) nos Institutos Federais (IF), trata aspectos que envolvem planejamento, estratégias e alta gestão, partindo do pressuposto da existência de um gap entre o universo da Governança Institucional de TI e de Gestão de TI. A pesquisa caracteriza-se como uma abordagem descritiva de cunho qualitativo, por meio de pesquisas bibliográficas, documentais e embasou-se em resultados de estudos já publicados acerca do tema.  Teve como objetivo o levantamento e mapeamento de informações, e como o resultado final, a proposição dos modelos Istar SD e SR como norteadores para a reestruturação da TI e inclusão dessa área como estratégica e de alto nível nos IF. Umas das principais constatações que esta investigação obteve está relacionada à necessidade de inclusão de representantes da área de TI nas decisões estratégicas institucionais visando elevar o grau de Governança de TI.


Palavras-chave


Governança de TI; iStar; Gestão de TI; Modelo Orientado a Objetivos.

Texto completo:

PDF

Referências


Ali, R., Dalpiaz, F. & Giorgini, P. (2010). A goal-based framework for contextual requirements modeling and analysis. Requirements Engineering, 15(4), pp.439-458.

Abreu, V.F. & Fernandes, A.A. (2014) Implantando a Governança de TI: da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços. 4. ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2014.

Andrade, A., & Rossetti, J. P.(2014). Governança corporativa. Fundamentos. 7 ed. São Paulo: Atlas.

Brasil. Casa Civil da Presidência da República. (2018). Guia da política de governança pública. Brasília. Recuperado de https://www.gov.br/casacivil/pt-br/centrais-de-conteudo/downloads/guia-da-politica-de-governanca-publica.

Cardoso, E. C. S., & Guizzardi, R. S. S. (2008). Alinhando análise de objetivos e modelagem de processos: uma experiência em um ambiente de saúde. The Acm Digital Library, 1, 215-224.

Cunha, M., & Neto, J. (2014). Comitês de governança de tecnologia da informação na administração pública federal brasileira: fatores críticos de sucesso. Revista Do Serviço Público Brasília, 65(3), 355-381.

Dalpiaz, F.; Franch, X.; Horkoff, J. (2016). iStar 2.0. Language Guide. Retrieved from https://arxiv.org/pdf/1605.07767v3.pdf.

Foina, P.R. (2013). Tecnologia de Informação: Planejamento e Gestão. 3 ed. São Paulo: Atlas.

Franch, X., López, L., Cares, C., & Colomer, D. (2016). The i* Framework for Goal-Oriented Modeling. Domain-Specific Conceptual Modeling. Springer, Cham. Retrieved from https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-319-39417-6_22

Gil, A. (2019). Métodos e técnicas de pesquisa social. 7 ed. São Paulo: Atlas.

Gonçalves, D. M. S.; Leal, A. L. C.; Macedo, F. C.; Castro, M. C. D. E. (2020). Modelagem orientada a objetivo como suporte à gestão estratégica de TI nos Institutos Federais de Educação. Revista de Gestão e Secretariado, 1(1), 176-200.

Gonçalves, D. M. S. (2020). Novo modelo para área de Tecnologia da Informação nos Instituto Federais de Educação: uma proposta com suporte em Governança de TI. (Mestrado Profissional em Gestão e Estratégia). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica.

Henderson, J., & Venkatraman, H. (1993). Strategic alignment: Leveraging information technology for transforming organizations. IBM Systems Journal, 32(1), 472-484. doi: 10.1147/sj.382.0472

Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC. (2015). Código das Melhores Práticas de Governança Corportativa. Retrieved from https://conhecimento.ibgc.org.br/Paginas/Publicacao.aspx?PubId=21138

Kavakli, E. (2004) Modeling organizational goals: Analysis of current methods. Proceedings of the ACM Symposium on Applied Computing. Nicosia, 2, 1339-1343.

Lapouchnian, A. (2005). Goal-oriented requirements engineering: An overview of the current research. University Of Toronto, 32. Retrieved from http://www.cs.toronto.edu/~alexei/pub/Lapouchnian-Depth.pdf

Lucas Jr., H. C. (2006). Tecnologia da informação: tomada de decisão estratégica para administradores. Rio de Janeiro: LTC.

Medeiros, B. C.; Danjour, M. F.; Neto, M. V. S.; Mól, A. L. R. (2016). Maturidade da governança de tecnologia da informação: diferenças entre organizações públicas brasileiras. Faces Journal. Belo Horizonte, 15(2), 81-99.

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG (2017). Guia de Governança de TI do SISP, v 2.0. Recuperado de http://www.sisp.gov.br/govtic/wiki/download/file/Guia_de_Governan%E7a_de_TIC_do_SISP_v_2.0

Oliveira, A. M. (2015). Governança no setor público sob o prisma do controle externo: a experiência do Tribunal de Contas da União na avaliação das políticas públicas e na indução do seu aperfeiçoamento como alavanca ao Desenvolvimento Nacional. (Monografia). Escola Superior de Guerra. Rio de Janeiro.

Paranaiba, M. S.; Foina, P. R. (2017). Alinhamento entre o Planejamento Estratégico e o Plano Diretor da TI em Órgãos Públicos Federais. Universitas Gestão e TI, 7(1-2), 51-62.

Rohweder, A. (2017). A governança de TI e a agregação de valor ao negócio: estudo de caso numa indústria de Joinville (Mestrado em Administração de Empresa). Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis.

Santos, B. (2008). IStar Tool: uma proposta de ferramenta para modelagem de I*. (Mestrado em Ciência da Computação). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação - SEFTI. (2016). Painel iGovTI. Recuperado de https://painel3.tcu.gov.br

Yu, E. (1995). Modelling Strategic Relationships for Process Reengineering (PhD. Thesis.). University of Toronto. Retrieved from https://pdfs.semanticscholar.org/2b5c/ea3171e911c444f8253c68312d93c1545572.pdf

Yu, e. (2002). Agent-Oriented Modelling




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v12i1.1179

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Dayene Mendes Silva Gonçalves, Andre Luiz de Castro Leal, Maria Cristina Drumond e Castro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia