Terceirização de tecnologia da informação e gestão de contratos no setor público: um estudo na SEFAZ/SE

Adriane Almeida do Sacramento, Maria Conceição Melo Silva Luft, Marcio Roque dos Santos da Silva, José Ednilson Matos Júnior

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o processo de terceirização de Tecnologia da Informação (TI) e a gestão dos contratos na Secretaria de Estado da Fazenda de Sergipe (SEFAZ/SE). Metodologicamente, realizou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa, adotando a estratégia de estudo de caso único. Para a produção dos dados, aplicou-se um roteiro de entrevista semiestruturado junto a servidores ligados à área de TI. Constatou-se que, diferentemente das organizações privadas, o órgão público não apresenta a redução de custos e aspectos econômicos como principais motivadores para a terceirização. Apesar das desvantagens, considera-se o processo vantajoso e eficiente. Revela-se ainda que a SEFAZ/SE utiliza um arranjo de terceirização total, divergindo das recomendações da literatura; e identificou-se como principal fator de risco a dependência do fornecedor. Este estudo pode auxiliar no fornecimento de informações para governo, sociedade e gestores públicos sobre o processo de terceirização de TI e seus impactos no setor público.

Palavras-chave


Terceirização de Tecnologia da Informação. Gestão de contratos. Setor público. Secretaria de Estado da Fazenda.

Texto completo:

PDF

Referências


Albertin, A. L., & Albertin, R. M. M. (2008). Benefícios do uso de tecnologia de informação para o desempenho empresarial. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, 42(2), 275-302.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

Bastos, E. G. (2014). Terceirização e Inovação no Serviço Público: estudo de caso em uma Instituição Federal de Ensino Superior. 87 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) – Fundação Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo.

Bergamaschi, S. (2004). Modelos de gestão da terceirização de Tecnologia da Informação: um estudo exploratório. 179 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

Bernstorff, V. H., & Cunha, J. C. (1999). O que as organizações buscam e alcançam com a terceirização em Tecnologia da Informação (TI). In Anais, 23 Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Foz do Iguaçu: EnANPAD.

Bezerra, A. K. P. (2008). Impactos da terceirização não-seletiva em tecnologia da informação: um estudo na Companhia Pernambucana de Gás. 130 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília/DF: 5 out.

Brasil. (1993). Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Brasília/DF: 21 jun.

Caldas, M. P., & Cunha, M. P. (2005). Ecologistas e Economistas Organizacionais: O Paradigma Funcionalista em Expansão no Final do Século XX. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, 45(3), 65-69.

Carvalho, V. D. H, Poleto, T., & Seixas, A. P. C. (2017). Information technology outsourcing relationship integration: a critical success factors study based on ranking problems (P.γ) and correlation analysis. Expert Systems, 35(1).

Cherobini, T. M. (2017). Terceirização de serviços de TI: aspectos de segurança. 20 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Governança de Tecnologia da Informação) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina.

Creswell, J. W. (2014). Research Design: qualitative quantitative and mixed approaches. (4rd ed.). Thousand Oaks: Sage.

Cristofoli, F. (2011). Um estudo sobre a gestão da terceirização de serviços de tecnologia da informação baseados em modelos de governança. 249 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

Cruz, C. S., Andrade, E. L. P, & Figueiredo, R. M. C. (2011). Processo de contratação de serviços de tecnologia da informação para organizações públicas. Nº 7. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia. Secretaria de Política de Informática.

Cunha, M. X. C., & Dornelas, J. S. (2011). Aspectos e Fatores Motivadores da Terceirização de Sistemas de Informação no Setor Público: Um Estudo em Instituições Públicas de Alagoas. 213 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Cunha, M. X. C., & Dornelas, J. S. (2013). Aspectos e Fatores Motivadores da Terceirização de Sistemas de Informação no Setor Público: Um Estudo em Instituições Públicas de Alagoas. In Anais, 4 Encontro de Administração da Informação, Bento Gonçalves: EnADI.

Da Silva, M. A., Duarte, R. G., De Castro, J. M., & Araújo, A. R. (2009). Outsourcing de TI e redefinição do papel da subsidiária: um estudo comparativo entre as subsidiárias brasileira e indiana de uma multinacional americana. Journal of Information Systems and Technology Management, São Paulo, 6(2), 173-202.

Dibbern, J., Goles, T., Hirschheim, R., & Jayatilaka, B. (2004). Information Systems Outsourcing: A Survey and Analysis of the Literature. The Data Base for Advances in Information Systems, Fall, 35(4).

Foina, P. R. (2011). Tecnologia da informação: planejamento e gestão. (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Franceschini, F., Galetto, M., Pignatelli, A., & Varetto, M. (2003). Outsourcing: guidelines for a structured approach. Benchmarking: An International Journal, 10(3), 246-260.

Gomes, G. S. (2014). Análise de projetos terceirizados de TI sob a ótica das teorias da agência e de desenvolvimento de grupos. 138 f. Dissertação (Mestrado em Administração e Negócios) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Gonzalez, R., Gasco, J., & Llopis, J. (2005). Information systems outsourcing success factors: a review and some results. Information & Management, 43(7), 821-834.

Gonzalez, R., Gasco, J., & Llopis, J. (2010). Information systems outsourcing reasons and risks: a new assessment. Industrial Management & Data Systems, 110(2), 284-303.

Grover, V., Cheon, M. J., & Teng, J. T. C. (1994). A descriptive study on the outsourcing of information systems functions. Information & Management, 27(1), 33-44.

Grover, V., Cheon, M. J., & Teng, J. T. C. (1996). The effect of service quality and partnership on the outsourcing of information systems functions. Journal of Management Information Systemas, Armonk, 12(1), 80-116.

Guarda, G. F. (2011). Análise de contratos de Terceirização de TI na Administração Pública Federal sob a ótica da Instrução Normativa n 04. 118 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) – Universidade de Brasília, Brasília.

Guarda, G. F., Oliveira, E. C., & Sousa Júnior, R. T. (2015). Analisys of it outsourcing contracts at the TCU (Federal Court of Accounts) and of the legislation that governs these contracts in the Brazilian Federal Public Administration. Journal of Information Systems and Technology Management, 12(1), 81-106.

Guedes, A. L., & Guadagnin, R. V. (2003). A gestão de projetos como aprimoramento da terceirização. Informática Pública, 5(1), 65-78.

Hamzah, A. K., Sulaiman, R., & Hussein, W. N. (2013). A review on IT outsourcing approach and a proposed IT outsourcing model for Malaysian SMEs in e-Business adoption. In Anais, Research and Innovation in Information Systems (ICRIIS): International Conference on. IEEE, 521-526.

Jensen, M., & Meckling, W. (1976). Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, 3(4), 305-360.

Kremic, T., Tukel, O. I., & Rom, W. O. (2006). Outsourcing decision support: a survey of benefits, risks, and decision factors. Supply Chain Management: an international journal, 11(6), p. 467-482.

Lacity, M. C. (2017). Review of 23 Years of Empirical Research on Information Technology Outsourcing Decisions and Outcomes. In Anais, Proceedings of the 50th Hawaii International Conference on System Sciences, 5214-5224.

Lacity, M. C., Khan, S. A., & Willcocks, L. P. (2009). A review of the IT outsourcing literature: Insights for practice. The Journal of Strategic Information Systems, 18(3), 130-146.

Lacity, M. C., & Willcocks, L. P. (1998). An empirical investigation of information technology sourcing practices: Lessons from experience. MIS quarterly, 363-408.

Lacity, M. C., & Willcocks, L. P. (2012). Outsourcing Business and IT Services: The Evidence of Success, Robust Practices and Contractual Challenges. Legal Information Management, 12(1), 2-8.

Laranjeira, R. M. D. (2012). Terceirização de desenvolvimento de software e modelos de contratação. 114 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal da Bahia, Salvador.

Lee, J. N. (2017). Strategic risk analysis for information technology outsourcing in hospitals. Information & Management, 54(8).

Lee, J. N., Huynh, M. Q., Kwok, R. C. W., & Pi, S. M. (2003). IT outsourcing evolution: past, presente, and future. Communications of The ACM, New York, 46(5), 84-89.

Lima, E. A., Silva, F. K. P., & Molinario, L. F. R. (2013). Fatores habilitadores para decisão de terceirização de TI: um estudo de caso no setor público brasileiro. Revista de Temas de Administração Pública, São Paulo, 8(2).

Lins, M. I. A., Duda Junior, J. S., & Cunha, M. X. C. (2016). Terceirização de Sistemas de Informação no Setor Público: Uma Revisão Sistemática de Literatura. In Anais, 3 Workshop de Iniciação Científica em Sistemas de Informação, Florianópolis.

Martinez, A. L. (1998). Agency theory na pesquisa contábil. In Anais, 22 Encontro Nacional da Associação de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Foz do Iguaçu: ANPAD, CD-ROM.

Mizael, G. A., Murad, C. G. C., & Antonialli, L. M. (2020). Perspectivas da Terceirização na Administração Pública na Nova Abordagem de Contratação. Teoria e Prática em Administração, 10(1), 25-37.

Moreno, V., Coelho, M. A. S., & Pitassi, C. (2020). Outsourcing of IT and Absorptive Capacity: A Multiple Case Study in the Brazilian Insurance Sector. Brazilian Business Review, 17(1), 97-113.

Nunes, L. F. (2018). Melhores práticas em gerenciamento de contratos terceirizados de TI: um estudo de caso em uma organização pública. 17 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Governança de Tecnologia da Informação) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina.

Poleto, T. (2012). Abordagem multicritério para decisão de terceirização de serviço de TI. 156 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Prado, E. P. V., & Takaoka, H. (2002). Os fatores que motivam a adoção da terceirização da tecnologia de informação: uma análise do setor industrial de São Paulo. Revista de Administração Contemporânea, 6(3), 129-147.

Santos Filho, J. L. (2009). Na corda bamba da terceirização: o caso das administrações tributárias estaduais do Brasil. 108 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Universidade de Fortaleza, Fortaleza.

Sergipe Parque Tecnológico – SERGIPETEC. (online). Quem Somos. Recuperado em 05 abril, 2020, de https://sergipetec.org.br/quem-somos/.

Silva, F. K. P. (2013). Fatores que Impactam a Decisão de Terceirização de Serviços de TI: Um estudo de Caso no Judiciário Federal Brasileiro. 183 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) – Universidade de Brasília, Brasília.

Tadeu, J.C., & Guimarães, E. H. R. (2017). O Desafio dos Gestores na Superação dos Riscos Inerentes à Gestão da Terceirização: Estudo de Caso em uma Instituição Federal de Ensino. REUNIR: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, 7(1), 49- 64.

Trantopoulos, K., Krogh, G. V., Wallin, M. W., & Woerter, M. (2017). External Knowledge and Information Technology: Implications for Process Innovation Performance. MIS Quarterly, 41(1), 287-300.

Yin, R. (2015). Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. (5a ed.). Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v12i2.1157

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Adriane Almeida do Sacramento, Maria Conceição Melo Silva Luft, Marcio Roque dos Santos da Silva, José Ednilson Matos Júnior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia