Profissionais de Secretariado: caracterização do perfil requerido pelos empregadores portugueses

Sílvia Isabel do Rosário Ribeiro, Ana Rita Paçó Calvão, Anabela Valente Simões

Resumo


Este trabalho apresenta os resultados da análise de 844 anúncios de emprego para a área de Secretariado, publicados, em Portugal, no Jornal Expresso (formato papel), entre 1978 e 2018 e tem como objetivo geral identificar o perfil de profissional desta área procurado pelos empregadores durante estas quatro décadas. Sabendo que o profissional de Secretariado tem, atualmente, responsabilidades e características bastante diferentes das que lhe eram próprias no passado, este trabalho tem como objetivos específicos identificar alterações nos requisitos (idade, género, formação e experiência) presentes nos anúncios em análise e rastrear o espectro de competências – técnicas e transversais – mais relevantes para os empregadores. Os resultados confirmam mudanças significativas, nomeadamente no que concerne às profissões procuradas, ao género dos profissionais, ao domínio de ferramentas e técnicas de apoio à função, com o aparecimento e progressiva solicitação das ferramentas informáticas, bem como no que respeita às competências transversais mais valorizadas.


Palavras-chave


Secretariado. Anúncios de emprego. Perfil de competências

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, M. I., & Ramos, Z. (2019). Uma história de quase quatro décadas – de 1980 a março de 2019. Cadernos da Associação Portuguesa de Profissionais de Secretariado e Assessoria, n.º 7.

Almeida, W., Borini, F., & Souza, E. (2018). Competências comportamentais dos profissionais de secretariado: o impacto da actuação internacional da empresa. GESEC – Revista de Gestão e Secretariado, 9(1), 1-17.

Ardions, I., Romero, Z., & Sequeira, A. (2006). Organização e Técnicas Empresariais. Porto: Politema-IPP.

Barreto, A. (2015). População e Sociedade. In A. C. Pinto (Coord.), A Busca da Democracia: 1960 – 2000 (pp. 113-143). Lisboa: Editora Objetiva.

Bartolotto, M., & Willers, E. (2005). Profissional de Secretariado Executivo: Explanação das principais características que compõem o perfil. Revista Expectativa, 4(1), 45-56.

Borges, M. (2015). Secretariado: Uma Visão Prática. Lisboa: ETEP.

Cielo, I., Schmidt, C., & Wenningkamp, K. (2014). Secretariado Executivo no Brasil: Quo Vadis? GESEC – Revista de Gestão e Secretariado, 5(3), 49-70.

Cabral-Cardoso, C., Estêvão, C., & Silva, P. (2006). As Competências Transversais dos Diplomados do Ensino Superior: perspectiva dos empregadores e dos diplomados. Guimarães: TecMinho.

Cardoso, G., Mendonça, S., & Paisana, M. (2016). Anuário da Comunicação 2014 – 2015. Recuperado a 24 de abril de 2018, de https://obercom.pt/wp-content/uploads/2016/06/Anu%C3%A1rio-da-Comunica%C3%A7%C3%A3o-2014-2015.pdf.

Cooper, D. R., & Schindler, P. S. (2016). Métodos de Pesquisa em Administração - 12ª edição. Porto Alegre: McGraw Hill Brasil.

Cordeiro, R., & Giotto, O. (2011). Competências complementares: secretário executivo e administrador. Secretariado em Revist@, 5(1), 13-27.

Erviti, M. C., Fernández-Vallejo, A. M., & Razkin, M. J. (2016). Competencias del Asistente de Dirección en el entorno digital. In E. Santos et al. (Coord.), Práxis e Inovação em Secretariado (pp. 97-129). Castelo Branco: Instituto Politécnico de Castelo Branco.

ESCO (2020). Uma taxonomia das qualificações, competências e profissões europeias. Recuperado a 23 de abril de 2020, de https://ec.europa.eu/esco/portal/occupation?resetLanguage=true&newLanguage=pt.

Fleury, M., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. RAC – Revista de Administração Contemporânea, 5, 183-196.

France, S. (2015). The definitive personal assistant & secretarial handbook. London, Philadelphia, New Deli: Kogan Page.

Gray, D. E. (2016). Doing research in the real world. 3rd edition. Los Angeles, London, New Delhi, Singapore, Washington DC: SAGE.

IMA – International Management Assistants. (2020). IMA Profile for Management Support Professionals. Recuperado a 25 de abril de 2020, de https://www.ima-network.org/profile-management-support-professional

Holcomb, Z. C. (2016). Fundamentals of descriptive statistics. Routledge.

Lasta, A., & Durante, D. (2008). A gestão secretarial no cenário organizacional contemporâneo. Secretariado Executivo em Revista, 4, 49-65.

Mandey, C. (2016). Stakeholders’ Perception towards the Role of Secretaries in Globalization Era. Journal of International Scholars Conference - Business & Governance, 1(3), 234-242.

Moreno, M. (2006). Evaluación, balance y formación de competencias laborales transversales: propuestas para mejorar la calidad en la formación profesional y en el mundo del trabajo. Laertes Educación: Barcelona.

Moura, M. A. (2008). Trabalho e Competências em Transformação: O Papel da Profissional de Secretariado. Revista Expectativa, 7(7), 27-49.

Müller, R., Oliveira, V. S., & Cegan, E. (2015). Perfil do(a) Profissional de Secretariado Executivo na Gestão Contemporânea: Evidências a Partir dos Ingressantes no Mercado de Trabalho na Cidade de Curitiba e das Demandas Empresariais . GESEC - Revista de Gestão e Secretariado, 6(3), 129-151.

Pôle Emploi (2018). Enquête Besoins en main-d’œuvre 2018. Recuperado a 12 de abril de 2018, de http://statistiques.pole-emploi.org/bmo/Handlers/HTFile.ashx?FZD=gqDp4irDNQzSKSGYeCHGuA%3d%3d&SITEKEY=620c8132-d522-44fa-8efa-27a62c26702c

PORDATA - Base de Dados Portugal Contemporâneo (s/d). Taxa de desemprego: total e por sexo (%). Recuperado a 12 de maio de 2020 de https://www.pordata.pt/Portugal/Taxa+de+desemprego+total+e+por+sexo+(percentagem)-550.

Rabaglio, M. (2001). Seleção por competências. São Paulo: Educator.

Ramos, R., Sousa, B., & Monteiro, N. (2009). História de Portugal (pp. 747-777). Lisboa: Esfera dos Livros.

Rankin, D., & Shumack, K. (2017). The Administrative Professional: Technology and Procedures. Recuperado a 12 de junho de 2018, de https://books.google.pt/books?id=uXUcCgAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-PT&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false.

Sabino, R. F. & Gonçalves, V. (2016). A formação superior para o Secretariado na perspetiva luso-brasileira. GESEC – Revista de Gestão e Secretariado, 7(1), 150-171.

Santos, E., Brunheta, V., & Franco, H. (2016). O Secretariado no Mundo Global. In E. Santos et al. (Coord.), Práxis e Inovação em Secretariado (pp. 7-19). Castelo Branco: Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Santos, E. & Moretto, C. (2011). O mercado de trabalho do secretário executivo no contexto da dinâmica produtiva e do emprego recentes no Brasil. Revista do Secretariado Executivo, 7, 21-35.

Santos, P. M. (2014). Secretariado. Visão estratégica para a competitividade. Viseu: Edições Esgotadas.

Santos, P. M., Guedes, A., & Roque, V. (2016). Secretariado e planeamento estratégico – a implementação de ferramentas de gestão estratégica na assessoria especializada. In. A. M. Vieira et al. (orgs.). Livro de Atas do Congresso Internacional de Secretariado e Assessoria 2016 (pp. 118-132). Porto: Conselho Profissional de Secretariado.

Swiatkiewicz, O. (2014). Competências transversais, técnicas ou morais: um estudo exploratório sobre as competências dos trabalhadores que as organizações em Portugal mais valorizam. Cadernos EBAPE.BR, 12(3), 663-687.

Tomás, M. (2001). Terminologia de formação profissional – alguns conceitos de base III. Lisboa: Direção Geral do Emprego e Formação Profissional.

Tuorinsuo-Byman, S. (2008). European management assistants: work, challenges and the future. Helsinki: Haaga-Heelia University of Applied Sciences.

Villardón-Gallego, L., Yaniz, C., & Moro, A. (2014). Competencies for employment: training and the labour market. Procedia: Social and behavioral sciences, 139, 373-379.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v11i3.1088

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Sílvia Isabel do Rosário Ribeiro, Ana Rita Paçó Calvão, Anabela Valente Simões

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia