Satisfação acadêmica de estudantes de ensino superior: o caso de um universitário

Vanessa Piovesan Rossato, Nelson Guilherme Machado Pinto, Andressa Petry Müller

Resumo


O objetivo desse trabalho é identificar o grau de satisfação acadêmica dos alunos dos cursos de Ensino Superior de uma instituição pública do Rio Grande do Sul acerca da satisfação com o curso, oportunidades de desenvolvimento e satisfação com a instituição. Os dados foram coletados por meio de um questionário com 384 acadêmicos e analisados com o auxílio do software SPSS por meio dos testes estatísticos U Mann Whitney para até dois grupos e o de Kruskal Wallis para mais de dois grupos, a fim de verificar as diferenças de comportamento de satisfação quanto as variáveis de perfil. As questões qualitativas foram analisadas por meio da nuvem de palavras realizadas no software Word Art. Os resultados apresentaram significância para o sexo, curso, idade e se os acadêmicos trabalhavam ou não. Pelos resultados, identificou-se que homens, estudantes do curso de Economia e pessoas mais velhas possuem experiências mais satisfatórias com sua formação acadêmica. Nas questões de cunho qualitativo, identificou forte influência do professor para a satisfação com o curso, além de serem verificadas limitações entre a integração de teoria e prática nas disciplinas. Buscou-se por meio desse trabalho entender como se dá o processo de interação dos estudantes com a instituição, pois é uma questão de planejamento para as universidades.


Palavras-chave


Satisfação Discente. Estudante Universitário. Avaliação Discente.

Texto completo:

PDF

Referências


Alcântara, V. C., Luiz, G. V., Ferreira, A. C., & Teodoro, S. A. S. (2012). Dimensões e determinantes da satisfação de alunos em uma instituição de ensino superior. Revista Brasileira de Marketing, 11(3), 193-220.

Almeida, L. S., & Soares, A. P. (2004). Os estudantes universitários: sucesso escolar e desenvolvimento psicossocial. Estudante Universitário: características e experiências de formação. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária. p. 15-40.

Antonelli, R. A., Colauto, R., & Cunha, J. V. A. (2012) Expectativa e satisfação dos alunos de ciências contábeis com relação às competências docentes. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 10(1), 75-91.

Appleton-Knapp, S. L., & Krentler, K. A. (2006). Measuring student expectations and their effects on satisfaction: The importance of managing student expectations. Journal of marketing education, 28(3), 254-264.

Araujo, D. F., Cabral, A. C. A., Pitombeira, S. S. R., & Roldan, V. P. S. (2012). Measurement of the satisfaction index with an undergraduate course in the perspective of students: a study in the executive secretariat course of ufc/mensuracao do indice de satisfacao em um curso de graduacao sob a perspectiva dos estudantes: um estudo no curso de secretariado executivo da ufc. Revista de Gestao e Secretariado, 3(2), 153-182.

Archer, E. R. (1997). O mito da motivação. Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e liderança, 2, 23-46.

Astin, A. W. (1984) Student involvement: A developmental theory for higher education. Journal of college student personnel, 25(4), 297-308.

Bergamo, F. V. M., Giuliani, A.C., Camargo, S. H. C. R. V., Zambaldi, F., & Ponchio, M. C. (2012). A lealdade do estudante baseada na qualidade do relacionamento: uma análise em instituições de ensino superior. Brazilian Business Review, 9(2), 26-47.

Bernardi, F. C., Donadello, G., Camargo, M. E., & Cruz, M. R (2013). Um estudo sobre a satisfação de clientes (alunos): estudo de caso em uma escola de idiomas. Anais do VIII Congresso Nacional de Excelência em Gestão, Niterói, RJ, Brasil.

Cavalheiro, E. A., Vieira, K. M., Potrich, A. C., Campara, J. P., & Paraboni, A. L. (2013) Fatores determinantes da satisfação de discentes: um estudo com universitários. Revista Brasileira de Administração Científica, 4(4), 28-43.

Cunha, P. R., Gomes, G., & Beck, F. (2016). Satisfação dos Estudantes do Curso de Ciências Contábeis: Estudo em Universidades Públicas de Santa Catarina. Contabilidade Vista & Revista, 27(1), 42-62.

Dalmonech, H. A. G., Goularte, M. A., Ramos, P. F., & Monte-Mor, D. S. (2016). Fatores que Influenciam a Indicação de uma Instituição Pública Federal de Ensino por seus Alunos Através do Marketing Boca a Boca. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, 15(1), 25-39.

Davis, J. C., & Swanson, S. (2001). Navigating satisfactory and dissatisfactory classroom incidents. Journal of Education for Business, Washington, 76(5), 245-250.

Duque, L. C. (2014). A framework for analysing higher education performance: students' satisfaction, perceived learning outcomes, and dropout intentions. Total Quality Management & Business Excellence, 25(1-2), 1-21.

Faria, A. C., Come, E.; Poli, J., & Felipe, Y. X. (2006). O grau de satisfação dos alunos do curso de ciências contábeis: busca e sustentação da vantagem competitiva de uma IES privada. Enfoque Reflexão Contábil, 25(1), 15-36.

Folha de São Paulo. (2016). Mais universitários trancam curso do que concluem graduação. Recuperado em 19 julho, 2018, de http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2016/03/1747061-mais-alunos-trancam-curso-do-que-concluem-graduacao.shtml

Gianesi, I. G. N., & Corrêa, H. L. (2006). Administração estratégica de serviços: operações para a satisfação do cliente. São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social (6a ed.). São Paulo: Editora Atlas SA.

G1. (2018). 90% das universidades federais tiveram perda real no orçamento em cinco anos; verba nacional encolheu 28%. Recuperado em 19 agosto, 2018, de https://g1.globo.com/educacao/noticia/90-das-universidades-federais-tiveram-perda-real-no-orcamento-em-cinco-anos-verba-nacional-encolheu-28.ghtml

Gomes, G., Dagostini, L., & Cunha, P. R. (2013). Satisfação dos Estudantes do Curso de Ciências Contábeis: estudo em uma faculdade do Paraná. Revista da Faculdade de Administração e Economia, 4(2), 102-123.

Gursoy, D., & Umbreit, W. T. (2005). Exploring students’ evaluations of teaching effectiveness: what factors are important? Journal of Hospitality & Tourism Research, Newbury Park, 29(1), 91-109.

Hair, J., Babin, B., Money, A., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman Companhia Ed.

Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996 (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Ministério da educação.

Lizote, S. A., Verdinelli, M.A., Terres, J. C., Camozzato, E. S., & Seemann, J. S. (2018). Satisfação dos alunos com o curso de ciências contábeis: Uma análise em diferentes instituições de ensino superior. Revista Ambiente Contabil, 10(1), 293.

Luce, M. B., Fagundes, C. V., & Mediel, O. G. (2016). Internacionalização da educação superior: a dimensão intercultural e o suporte institucional na avaliação da mobilidade acadêmica. Revista da Avaliação da Educação Superior, 21(2), 317-339.

Malhotra, N. (2006). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 4.ed. Porto Alegre: Bookman. Marketing Education,v. 24, n. 3, 193–202.

Melo, B. I., Moreira, L. O., Villalobos, C. P. V., Araneda, G. T., Calvo, P. M., Kother, A. M., Betancourt, O. M., Vega, N. B., & Durán, C. B. (2015). Estructura Factorial y Confiabilidad del Cuestionario de Satisfacción Académica en Estudiantes de Medicina Chilenos. Revista Iberoamericana de Diagnóstico y Evaluación – e Avaliação Psicológica. RIDEP, 40(2), 73-82.

Mintzberg, H., & Gosling, J. (2003). Educando administradores além das fronteiras. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, 43, 29-43.

Morales, J. V., Valle, M., Díaz, A., & Pérez, M. V. (2018). Adaptacion de la Escala de Satisfaccion Academica en Estudiantes Universitarios Chilenos. Revista Psicologia Educativa, 24(2) 99-106.

Moresi, E. (2003). Metodologia da pesquisa. Brasília: Universidade Católica de Brasília.

Nascimento, J. C. H. B., Bernardes, J. R., Sousa, W. D., & Lourenço, R. L. (2016). Avaliação Institucional: Aplicação da Teoria da Resposta ao Item Para Avaliação Discente em Ciências Contábeis. Future Studies Research Journal: Trends and Strategies, 8(2), 122-148.

Oliveira, A. C. C. (2007). Estágio supervisionado no contexto das instituições de ensino superior: aportes reflexivos acerca da sua inserção nos cursos de administração. Revista ANGRAD, Rio de Janeiro, 8(1), 73-91.

Pacheco, I. J. D., Mesquita, J. M. C., & Dias, A. T. (2015). Qualidade Percebida e Satisfação dos Alunos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Revista Gestão & Tecnologia, (2), 5-28.

Paswan, A. K., & Young, J. A. (2002). Student Evaluation of Instructor: A Nomological Investigation Using Structural Equation Modeling. Journal of Marketing Education, 24(3), 193–202.

Ramos, A. M., Barlem, J. G. T., Lunardi, V. L., Barlem, E. L. D., Silveira, R. S., & Bordignon, S. S. (2015). Satisfação com a experiência acadêmica entre estudantes de graduação em Enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, 24(1).

Reinert, J. N., & Reinert, C. (2005). Estudante não é cliente: é parceiro. Anais Eletrônicos Encontro da Associação Nacional de Pós-graduação e pesquisa em administração. Brasília, DF, Brasil.

Rodrigues, A. S. S., & Liberato, G. B. (2016). Fatores Determinantes da Satisfação com a Experiência Acadêmica. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 10(2), 18-33.

Reyes Júnior, E., Reis, A. L. N., Sousa Costa, V. F., Santos, Y. A. (2018). Relações interpessoais e sua influência na satisfação dos acadêmicos. R.G. Secr.,GESEC, 9(3).

Santos, A. A. A., Polydoro, S. A. J, Scortegagna, S. A., & Linden, M. S. S. (2013). Integração ao ensino superior e satisfação acadêmica em universitários. Psicologia Ciência e Profissão, 33(4).

Santos, M. R., Goulart, A. L., Miyoshi, M. H., & Santos, A. M. N. (2014). A importância de um questionário de avaliação de unidade curricular. Revista Brasileira de Educação Médica, 38(2), 190-197.

Schleich, A. L. R., Polydoro, S. A. J., & Santos, A. A. A. (2006). Escala de Satisfação com a Experiência Acadêmica de Estudantes de Ensino Superior. Avaliação Psicológica. 5(1), 11-20.

Schleich, A. L. R. (2006). Integração na educação superior e satisfação acadêmica de estudantes ingressantes e concluintes. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas.

Severgnini, E., Galdamez, E. V. C., & Moraes, R. O. (2018). Satisfação e Contribuição dos Stakeholders a partir do Modelo Performance Prism. Brazilian Business Review, 15(2), 120-134.

Souza, S. A., & Reinert, J. N. (2010). Avaliação de um curso de ensino superior através da satisfação/insatisfação discente. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, 15(1).

Tomio, J. L., & Souza, M. J. B. (2008). Satisfação dos alunos de administração com o curso e sua relação com a imagem da IES. Revista de Negócios, 13(2), 105-121.

Venturini, J. C., Pereira, B. A. D., Vieira, K. M., & Milach, F. T. (2008). Satisfação dos alunos do curso de Ciências Contábeis da UNIFRA: um estudo à luz das equações estruturais. Anais do Congresso de Controladoria e Contabilidade da USP, São Paulo, SP, Brasil.

Vieira, K., M., Kunkel, F. I. R., & Mallmann, E. M. (2013). Satisfação dos estudantes de educação a distância da UFSM: uma análise multifatorial. Electronic Journal of Management, Education and Environmental Technology (REGET), 12(12), 2617-2632.

Vieira, K. M., Milach, F. T., & Huppes, D. (2008). Equações estruturais aplicadas à satisfação dos alunos: um estudo no curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Maria. Revista Contabilidade & Finanças - USP, 19(48), 65-76.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v11i3.1082

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Vanessa Piovesan Rossato, Nelson Guilherme Machado Pinto, Andressa Petry Müller

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia