Coworking: uma revisão sistemática

Tallita Pereira Silveira, Abimael Magno do Ouro Filho, Silvia Regina Paverchi, Nathalia Carvalho Moreira

Resumo


Este trabalho pretendeu despender um olhar científico sobre o coworking, um espaço de trabalho compartilhado por profissionais independentes e remotos. Trata-se de um fenômeno crescente em várias cidades e diferentes nações, porém novo para a ciência (Spinuzzi, 2012; Capdevila, 2014a & 2014b; Gerdenitsch, Sheel, Andorfer e Korunka (2016). Neste contexto, foi desenvolvido um estudo com abordagem quali-quantitativo, e descritivo bibliográfico, por meio de revisão sistemática, em que a bibliometria foi utilizada para análise de dados. Neste levantamento, a maioria das obras localizadas foi de origem europeia, com abordagem qualitativa e natureza exploratória e descritiva. Em relação aos conceitos, teorias e resultados, diversos dados foram observados entre os estudos selecionados, como, por exemplo, o enfoque das pesquisas e a questão da necessidade das pessoas que utilizam os espaços coworking (social, econômica ou profissional). Foi oferecida atenção a esse quesito em todos os estudos localizados nesta busca, seja a necessidade em aspecto social, econômico ou profissional. Sobre a possível relação entre secretariado executivo e coworking, percebem-se pontos comuns na literatura dos temas. Para as possíveis dificuldades relacionadas à rotina do secretário remoto, os espaços coworking podem proporcionar as soluções. Sugere-se, para pesquisas futuras, estudo referente à produtividade dos usuários do coworking e investigação referente à questão da sustentabilidade financeira desses lugares.


Palavras-chave


Coworking. Espaço de trabalho compartilhado. Secretariado Executivo.

Texto completo:

PDF

Referências


Bonzanini, S. H. S. (2010). O profissional de Secretariado Executivo nas relações internacionais. Revista de Gestão e Secretariado, São Paulo, 1(2) 143-162, jul./dez. Recuperado em 26 dezembro, 2017 de: .

Botelho, L. L. R., Cunha, C. C. de A., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade (UFMG), Belo Horizonte, 5 (11), 121-136, mai./ago. Recuperado em 23 fevereiro, 2017 de: .

Bouncken, R. B., & Reuschl, A. J. (2016). Coworking-spaces: how a phenomenon of the sharing economy builds a novel trend for the workplace and for entrepreneurship. Review of Managerial Science, [S. l], set. Não paginado. Recuperado em 8 dezembro, 2017, de .

Capdevila, I. (2016). Knowledge dynamics in localized communities-Coworking spaces as microclusters. SSRN Electronic Journal, [S. l], p. 1-18, jan. 2014a. Recuperado em 20 julho, 2016 de: .

Capdevila, I. (2014). Different Inter-Organizational Collaboration Approaches in Coworking Spaces in Barcelona. SSRN Electronic Journal,1-30, ago. b. Recuperado em 20 julho, 2016, de: .

Conforto, E. C., Amaral, D. C. & Silva, S. L. da. (2011). Roteiro para revisão bibliográfica sistemática: aplicação no desenvolvimento de produtos e gerenciamento de projetos. In: Congresso brasileiro de gestão de desenvolvimento de produto, 2011. Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011. Recuperado em 07 abril, 2019 de: .

Coworking Wiki. (2017). What is coworking? Recuperado em 20 julho, 2017, de: .

Deskmag. (2013). The History Of Coworking In A Timeline. Recuperado em 20 julho, 2017, de: .

Ferenhof, H. A., & Fernandes, R. F. (2016). Desmistificando a revisão de literatura como base para redação científica: método SSF. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, 21(3) 550-563, ago./nov. Recuperado em 16 fevereiro, 2017, de: .

Gandini, A. (2015). The rise of coworking spaces: A literature review. Ephemera: theory& politics in organization, 15(1) 193-205. Recuperado em 20 julho 2017, de: .

Gerdenitsch, C.; Sheel, T.; Andorfer, J.; Korunka, C. (2016). Coworking spaces: A source of social support for independent professionals. Frontiers in psychology, 7(1) 1-12, abr. Recuperado em 20 julho 2017, de:

Heckler, H. (2012). Pesquisa de comportamento de consumo de escritórios coworking. 90 p. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Administração) - Universidade Federal do rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

Kojo, I, & Nenonen, S. (2016). Typologies for co-working spaces in Finland–what andhow? Facilities, Espoo, 34(5) 302-313. Recuperado em 3 de maio, 2017, de: .

Merkel, J. (2015). Coworking in the city. Ephemera: theory & politics in organization, [S.l], 15 (1) 121-139. Recuperado em 17 abril, 2017, de: .

Oliveira, A. M. de; Silva, J. E. F. da; Santos, T. J.; Souza, E. C. P. (2017). Secretariado remoto: é possível conciliar a vida profissional com a vida pessoal? Revista Expectativa (UNIOESTE), Toledo, 16 (16) 1-19, jan./jun. Recuperado em 26 dezembro, 2017, de: .

Paes, R. V. O. Antunes, C. K. S.; Santiago, C. S.; Zwierzikowski, M. R. (2015). Novas Formas de Atuação do Profissional de Secretariado Executivo. Revista de Gestão e Secretariado, São Paulo, 6 (1) 99-125, jan./abr. Recuperado em 26 dezembro, 2017, de: .

Rus, A., & Orel, M. (2015). Coworking: a community of work. Teorija in Praksa, Liubliana, 52 (6) 1017-1038. Recuperado em 7 setembro, 2017 de: .

Sabino, R. F., & Marchelli, P. S. (2009). O debate teórico-metodológico no campo do secretariado: pluralismos e singularidades. Cadernos Ebape. BR, Rio de Janeiro, 7 (4) 607-621, dez. Recuperado em 26 dezembro, 2017, de: .

Silveira, D. T., & Córdova, F. P. (2009). A pesquisa científica. In: Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009. cap. 02, p. 31-42. Recuperado em 11 julho, 2017 de: .

Souza, R. A. de L. e. (2010). O profissional do secretariado e seus desafios no contexto da sociedade globalizada. Secretariado Executivo em Revist@ (UPF), Passo Fundo, 6 Não paginado. Recuperado em 26 dezembro, 2017, de: .

Spinuzzi, C. (2012). Working alone together: Coworking as emergent collaborative activity. Journal of Business and Technical Communication, [S. l], 26 (4) 399-441, Recuperado em 12 abril, 2017, de: .




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v11i2.1054

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Tallita Pereira Silveira, Abimael Magno do Ouro Filho, Silvia Regina Paverchi, Nathalia Carvalho Moreira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia