A gestão do conhecimento e a atuação do secretário executivo no processo transitório da coordenação de um programa de pós-graduação

Enio Snoeijer, Kátia Denise Moreira, Cibele Barsalini Martins

Resumo


A gestão do conhecimento envolve, entre outros elementos, o domínio e o acesso à informação que, nas organizações, se materializam em processos. Ao se refletir sobre o gerenciamento de informações produzidas em Instituições de Ensino Superior (IES), verifica-se que tal ação se tornou um desafio para os gestores, por diversas razões, entre os quais se destaca a descontinuidade da gestão. No âmbito das IES públicas federais, existem, dentre outras estruturas, os programas de pós-graduação, locais constituídos fisicamente por uma secretaria administrativa e uma coordenação. Considerando que esta última é caracterizada pela descontinuidade, ou seja, o cargo é temporário (dois anos, prorrogáveis por mais dois), este estudo objetiva verificar como ocorre à associação entre a gestão do conhecimento e a atuação do secretário executivo no processo transitório da coordenação de um Programa de Pós-Graduação. Metodologicamente trata-se de pesquisa de abordagem qualitativa, de natureza aplicada e descritiva, que utiliza o estudo de campo como estratégia de estudo. A partir dos resultados coletados foi possível constatar que a gestão do conhecimento possibilitou a construção de um arcabouço de informações sobre os procedimentos que envolvem as atividades do programa, importantes para o cotidiano e essenciais, quando na troca de equipe de coordenação do programa.

Palavras-chave


Profissional de Secretariado; Gestão do Conhecimento; Programa de Pós-Graduação;

Texto completo:

PDF

Referências


Afonso, C. O. A., & Teixeira, M. G. C. (2017). Modelos Organizacionais na Administração Pública em Choque com a Realidade Brasileira: novas perspectivas de análise a partir da auditoria de gestão do Inmetro. Revista Estudos de Administração e Sociedade. Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, 95-113. Recuperado em 25 janeiro, 2019 de http://www.revistaeas.uff.br/index.php/revista/article/view/32/14

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Bortolotto, M. R. P. & Willers, E. M. Profissional de Secretariado Executivo: Explanações das principais Características que Compõem o Perfil. Revista Expectativa, v.4, n. 4, 2005. Recuperado em 19 junho, 2019 de http://e-revista.unioeste.br/index. php/expectativa/article/view/410/326

Brito, L. M. P., Oliveira, P. W. S., & Castro, A. B. C. (2012). Gestão do conhecimento numa instituição pública de assistência técnica e extensão rural do Nordeste do Brasil. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro, 46(5): 1341-1366, set./out. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/rap/v46n5/a08v46n5.pdf

Buckland, M. (1991). Information as thing. Journal of the American Society of Information Science. Berkeley, 42(5), jun. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://people.ischool.berkeley.edu/~buckland/thing.html

Cavazotte, F. S. C. N., Moreno, V. A., & Turano, L. M. (2015). Cultura de aprendizagem contínua, atitudes e desempenho no trabalho: uma comparação entre empresas do setor público e privado. Scientific Electronic Library Online. Rio de Janeiro, 49(6): 1555-1578, nov./dez. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/rap/v49n6/0034-7612-rap-49-06-01555.pdf

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (2018). Programa de Excelência Acadêmica (PROEX). Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://www.capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-pais/proex

Decreto nº. 29.741, de 11 de julho de 1951. (1951). Institui uma Comissão para promover a Campanha Nacional de Aperfeiçoamento de pessoal de Nível Superior. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1950-1959/decreto-29741-11-julho-1951-336144-publicacaooriginal-1-pe.html

Decreto nº 9.725, de 12 de março de 2019. (2019). Extingue cargos em comissão e funções de confiança e limita a ocupação, a concessão ou a utilização de gratificações. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/66749468/do1-2019-03-13-decreto-n-9-725-de-12-de-marco-de-2019-66749288

Durante, D. G. & Lasta, A. A gestão secretarial no cenário organizacional contemporâneo. Secretariado Executivo em Revist@, v. 4. 2008. Recuperado em 19 junho, 2019 em http://seer.upf.br/index.php/ser/article/view/1768/1176

Durante, D. G. & Tagliari, M. F. C. Gestão secretarial: semelhanças entre competências gerenciais e secretariais. Secretariado Executivo em Revist@, v. 5, p. 28-43, 2009. Recuperado em 19 junho, 2019 de http://seer.upf.br/index.php/ser/article/view/1777/1657

Gil, A. C. (2002). Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo: Editora Altas, 2002.

Guimarães, I. P., Bulhões, R. D. S., Hayashi, C. R. M., & Hayashi, M. C. P. I. (2015). Avaliação da Pós-Graduação em educação do Brasil: como superar a imprecisão que reina entre nós. Quaestio, Sorocaba, 17(1), 87-119. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de https://www.researchgate.net/profile/Rodrigo_Bulhoes/publication/277957718_Avaliacao_da_PosGraduacao_em_Educacao_do_Brasil_como_superar_a_imprecisao_que_reina_entre_nos/links/5577ab2e08aeb6d8c01ce4ff.pdf

Lara, E. P., & Robles Junior, A. (2001). Proposta de Introdução de uma Gestão Estratégica de Custos para as Micro e Pequenas Empresas. Revista de Ciências Jurídicas. Londrina, 2(2), 51-65, set. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/juridicas/article/view/1482/1420

Leal, F. G., & Fiates, G. G. S. (2013). Competências dos Secretários Executivos de uma Universidade Federal Pública: uma análise a partir da perspectiva dos gestores. Revista de Gestão e Secretariado. São Paulo, 4(3), 30-57, dez. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de https://revistagesec.org.br/secretariado/article/view/216/pdf_44

Leal, F. G. (2014). Competências secretariais requeridas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Lei nº. 3849, de 18 de dezembro de 1960. (1960). Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. Recuperado em 18 fevereiro, 2019 de http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-3849-18-dezembro-1960-354412-publicacaooriginal-1-pl.html

Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Recuperado em 18 fevereiro, 2019 de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm

Lessa, J. K., & Schell, M. M. (2015). As competências do profissional de secretariado e a utilização de ferramentas de gestão em organizações. In: Martins, C. B., & D’Elia, B. Modelos de Gestão no Contexto do Profissional de Secretariado. Florianópolis: CAD.

Lima, K. K., & Amaral, D. C. (2008). Práticas de gestão do conhecimento em grupos de pesquisa da rede Instituto Fábrica do Milênio. Scientific Electronic Library Online – SCIELO. São Carlos, 15(2), 291-305, maio/ago. Recuperado em 18 fevereiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/gp/v15n2/a07v15n2.pdf

Lima, T. F., & Cantarotti, A. (2010). A Formação e a Construção de Competências para a Atuação do Profissional de Secretariado Executivo: um estudo de caso em uma empresa júnior. Revista de Gestão e Secretariado. São Paulo, 1(2), 94-122, jul./dez. Recuperado em 20 fevereiro, 2019 de https://revistagesec.org.br/secretariado/article/view/17/84

Maccari, E. A., de Almeida, M. I. R., Riccio, E. L., & Alejandro, T. B. (2014). Proposta de um modelo de gestão de programas de pós-graduação na área de Administração a partir dos sistemas de avaliação do Brasil (CAPES) e dos Estados Unidos (AACSB). Revista de Administração, 49(2), 369-383. Recuperado em 20 fevereiro, 2019 de http://www.revistas.usp.br/rausp/article/view/86392/89066

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2008). Metodologia Científica. 5 ed. São Paulo: Atlas.

Martins, J. B. (1996). Observação participante: uma abordagem metodológica para a psicologia escolar. Semina: Ciências, Sociedade e Humanidade, 17(3), 266-273. Recuperado em 10 janeiro, 2019 de

http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/9472

Martins, J. B., & Miranda, R. C. R. (2011). Aprimoramento de estrategistas e decisores novatos: a gestão do conhecimento estratégico aplicada ao Centro de Apoio Tecnológico da Universidade de Brasília. Scientific Electronic Library Online – SCIELO. Campinas, 23(2):139-157, maio/ago. Recuperado em 10 janeiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/tinf/v23n2/a05v23n2.pdf

Miranda, R. S., Leite, L. R., Veras, K. M., Carvalho, W. R. L., Lima, J. O. G. (2017). Coordenador pedagógico: influências da formação na prática profissional. Revista Iberoamericana de Educação. Ceará, 73(1), 29-50. Disponível em:

. Acesso em: 23 abr. 2018.

Moreira, K. D., Rodrigues, L. M. A., Vale, J. C. F. do, & Rosa, M. H. da (2016). As competências contemporâneas do Secretário Executivo e a relação com as competências do Middle Manager. Revista de Gestão e Secretariado, 7(1), 45-66. Recuperado em 1 de fevereiro, 2019 de https://www.revistagesec.org.br/secretariado/article/view/400/pdf

Müller, R., Oliveira, V. S., & Cegan, E. (2015). Perfil do (a) Profissional de Secretariado Executivo na Gestão Contemporânea: evidências a partir dos ingressantes no mercado de tralho na cidade de Curitiba, e das demandas empresariais. Revista de Gestão e Secretariado. São Paulo, 6(3), 129-151, set./dez. Recuperado em 1 de fevereiro, 2019 https://www.revistagesec.org.br/secretariado/issue/view/16

Neiva, E. G., D’elia, M. E. S. (2009). As novas competências do profissional de secretariado. 2. ed. São Paulo: IOB.

Nonaka, I., & Takeuchi, H. (1997). Criação de conhecimento na empresa. Rio de Janeiro: Campus.

Nonaka, I., & Takeuchi, H. (2008). Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman.

Portaria N°34, de 30 de maio de 2006. (2006). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Aprovar o Regulamento do Programa de Excelência Acadêmica – PROEX. 2006. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_034_2006.

Nonato Júnior, R. (2009). Epistemologia e Teoria do Conhecimento em Secretariado Executivo: a Fundação das Ciências da Assessoria. Fortaleza: Expressão Gráfica.

Portela, K., & Schumacker, A. (2013). Correlações entre atividades fim e meio diante da dinâmica organizacional. In: D’Elia, B, Amorim, M., & Sita, M. Excelência no Secretariado. São Paulo: Ser Mais.

Resolução n. 3, de 23 de junho de 2005. (2005). Ministério da Educação. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Secretariado Executivo e dá outras providências. Recuperado em 20 janeiro, 2019 de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces003_05.pdf

Ribeiro, C. P. P., Pereira, A. D. S., Silva, E. A. & Faroni, W. (2011). Difusão da informação na administração pública. Scientific Electronic Library Online – SCIELO. Campinas, 23(2):159-171, maio/ago. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/tinf/v23n2/a06v23n2.pdf

Rocha, J. B., Pinheiro, L. M. S., Amorim, D. C., & Canedo, M. C. R. (2015). Estratégia e Regulação: um modelo de gestão orientada para resultados (GEOR). Anais: VIII Congresso de Gestão Pública - CONSAD. Brasília, p. 1-19. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://banco.consad.org.br/handle/123456789/1245

Schmitz, A., Rochadel, W., Dandolini, G. A., Souza, J. A., Gonçalves, A. L. (2016). Inovação, Empreendedorismo e Universidades no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina. International Journal of Knowledge Engineering and Management. Florianópolis, 5(13), 80-98. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/IJKEM/article/view/4112/4722

Scorsolini-Comin, F, Inocente, D. F., & Miura, I. K. (2011). Aprendizagem organizacional e gestão do conhecimento: pautas para a gestão de pessoas. Revista Brasileira de Orientação Profissional, São Paulo, 12(2), 227-239. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v12n2/10.pdf

Silva, A. C. (2013). A Atuação do secretariado executivo na gestão da informação e do conhecimento. In: D’Elia, B, Amorim, M., & Sita, M. Excelência no Secretariado. São Paulo: Ser Mais.

Silva, E. L., & Menezes, E. M. (2005). Metodologia de Pesquisa e Elaboração de Dissertação. UFSC. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://200.17.83.38/portal/upload/com_arquivo/metodologia_da_pesquisa_e_elaboracao_de_dissertacao.pdf

Silva, J. S., Barros, C. M. P., & Cruz, R. S. (2016). O que se compreende por Gestão Secretarial: percepção de uma amostra de discentes de secretariado executivo. Revista Gestão em Análise. Fortaleza, 5(1), 65-77, jan./jun. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://periodicos.unichristus.edu.br/index.php/gestao/article/view/700/316

Silva, S. L. (2004). Gestão do Conhecimento: uma revisão crítica orientada pela abordagem da criação do conhecimento. Scientific Electronic Library Online – SCIELO. Brasília, 33(2), 143-151, maio/ago. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://www.scielo.br/pdf/ci/v33n2/a15v33n2

Silva, T. C., & Bardagi, M. P. (2015). O aluno de pós-graduação stricto sensu no Brasil: revisão da literatura dos últimos 20 anos. Revista Brasileira de Pós-graduação. Brasília, 12(29), 683-714, dez. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/853/pdf_1

Universidade Federal de Santa Catarina. (2010). Resolução Normativa N. 05/CUn/2010, de 27 de abril de 2010. Regulamento Geral da Pós-Graduação stricto sensu na Universidade Federal de Santa Catarina. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://prpg.ufsc.br/files/2010/07/Resolucao-05-CUn-2010.pdf

Universidade Federal de Santa Catarina. (2017). Regimento Interno do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Automação e Sistemas (PPGEAS). Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://temppgeas.paginas.ufsc.br/files/2017/09/Regimento-PPGEAS-2017-Vers%C3%A3o-Final.pdf

Universidade Federal de Santa Catarina. (2018a). Estrutura da UFSC: Centros de Ensino. 2018a. Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://estrutura.ufsc.br/centros-de-ensino

Universidade Federal de Santa Catarina. (2018b). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Automação e Sistemas (PPGEAS). Recuperado em 18 janeiro, 2019 de http://pgeas.ufsc.br/




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v10i3.1029

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Enio Snoeijer, Kátia Denise Moreira, Cibele Barsalini Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia